» Produtos » Jardim Externo

Poda
A poda é necessária para o bom desenvolvimento das plantas. No entanto, ela deve ser realizada na época certa e com uma técnica correta. Quando malfeita, a poda pode até prejudicar, a planta. Por exemplo, o seccionamento total dos troncos principais ou secundários pode estancar o processo de regeneração dos tecidos e a circulação da seiva, além de dificultar a cicatrização do corte. A conseqüência e o surgimento de brotos enfraquecidos que nunca mais atingirão o vigor e a exuberância anteriores.

Os cuidados na aplicação da técnica
O melhor período para iniciar a poda compreende, os meses de abril, maio e junho. Além disso, ela deve ser feita preferivelmente em dias claros e secos. Os restos vegetais que estão com pragas e doenças devem ser queimados, pois assim são eliminados os ovos e as larvas de pragas.
A poda é realizada com instrumentos de laminas cortantes ou de serrilha. É preciso que a ferramenta esteja afiada e limpa. Os cortes devem ser bem-feitos e lisos, evitando deixar tecidos amassados, que poderiam determinar a morte da planta. Se você fizer cortes oblíquos facilitará o escoamento da água ou a transpiração da seiva. Se você pretende eliminar totalmente um galho, faça o corte rente à sua base.

Manutenção
Aproveite também para dar manutenção aos canteiros já formados, revolvendo o solo para favorecer a aeração ou oxigenação das raízes. Evite neste caso o uso de enxada ou pá, esse trabalho deve ser realizado com um pequeno rastelo, pois esta ferramenta permite acessar o espaço entre as plantas, sem danificá-las.
Prepare o solo para a adubação. Nos vasos e jardineiras revolva a terra superficialmente. Sempre que possível, prefira ingredientes orgânicos para fazer a adubação (húmus de minhoca, torta de mamona ou farinha de osso).
Com tesouras de pontas finas é possível alcançar áreas de acesso mais difícil em arbustos e cercas vivas, mas para hastes lenhosas é essencial usar uma tesoura de poda adequada, para não “mastigar” os caules. Use ferramentas sempre muito bem afiadas, evitando danificar as plantas. Para podar folhas mortas, faça um corte limpo, na extremidade do pecíolo, exatamente onde a haste da folha encontra o ramo.

Água, limpeza
No final do verão e a diminuição do calor, a quantidade de água das regas deve ser diminuída, pois a evaporação no outono é menor. Por outro lado, as plantas estarão entrando num período no qual as chuvas diminuem e o solo passa a ficar mais ressecado. No inverno, se as chuvas forem constantes, não é necessário regar o seu jardim. Mas se não houver chuva suas plantas precisam de água dia sim dia não, pois o frio e o vento resseca a planta. O outono é um excelente período para realizar a limpeza e adubação do seu jardim. Elimine insetos e ervas daninhas que provavelmente invadiram canteiros e vasos durante o verão. Folhas e galhos secos devem ser eliminados com uma poda de limpeza. Rastelos ajudam nessa tarefa.

Adubação
Uma ótima medida é incorporar à terra elementos com ação hidrorretentora, ou seja, que absorvem e mantêm a umidade na quantidade certa. O mais recomendado é o húmus de minhoca que além de cumprir essa função ainda contém bons nutrientes para as plantas. Existem também fertilizantes específicos para cada tipo de planta, para gramados.

ar2
Webmail Compartilhar no Twitter Compartilhar no Facebook Resultados no Bing Resultados no Google RSS Feeds
 2013 © Floricultura Cris-MilaTodos os direitos reservados.